+55 16 3945-2732
Aceitamos financiamento BNDES
24/07/2014

Açúcar movimenta sistema de processamento de informações

voltar
Ján Messaros, SXC
Um pesquisador alemão e seus dois estudantes de pós-graduação, Martin Elstner e Jörg Axthelm, criaram um processador químico que funciona com açúcar. Esse computador poderá executar operações lógicas dentro dos biochips e microlaboratórios. Segundo o desenvolvedor Alexander Schiller, professor da Universidade de Jena, na Alemanha, esse é o computador “mais doce do mundo”. As moléculas de açúcar utilizadas fazem parte de uma seqüência de produtos químicos para o processamento de informações.

O criador explica que a lógica binária que faz um processador de computador funcionar é baseada em decisões simples do tipo sim e não. “Ou há, ou não há eletricidade fluindo entre os dois pólos de um condutor elétrico,” explica Schiller.

De acordo com o pesquisador, em um processador de computador, os transistores funcionam como interruptores, ligando e desligando a corrente elétrica.

Essas máquinas precisam de uma forma de codificar 0s e 1s da lógica binária e usar esses interruptores para montar as portas lógicas, os operadores AND, OR, NOT etc.

A equipe do professor Schiller usou substâncias químicas para representar os estados binários – um corante fluorescente e um agente que elimina a fluorescência. Quando as moléculas de açúcar estão presentes, o supressor de fluorescência perde sua capacidade, e o corante fluorescente faz o seu trabalho – quando o corante não brilha, isto representa um 0, quando ele brilha, representa um 1. “Com o computador de açúcar, o cálculo da amostra de 10 + 15 levou cerca de 40 minutos, mas o resultado foi correto”.

Schiller e sua equipe estão tentando desenvolver um computador químico, mas de um tipo que possa executar funções lógicas em conjunto com a microfluídica, a técnica usada nos biochips e microlaboratórios. Esses laboratórios em um chip têm várias aplicações, entre as quais fazer exames médicos, analisando amostras de urina ou sangue.


Fonte: Biocana, ProCana Brasil, com informações de Inovação Tecnológica