+55 16 3945-2732
Aceitamos financiamento BNDES
28/08/2014

Amazônia Brasileira fala da relação entre hidrelétricas e mineração

voltar
http://1.bp.blogspot.com/-Vkhc0j7M_eM/TcHzb6DmblI/AAAAAAAAADI/Eqh7AE06J9M/s1600/Tucuru%25C3%25AD.jpg
O programa Amazônia Brasileira recebeu na quarta-feira (27), o advogado Leonardo Amorim, do Programa do Xingu do Instituto Socioambiental (ISA), que fala aos ouvintes da Rádio Nacional da Amazônia sobre os impactos que a empresa mineradora Belo Sun pode trazer ao meio ambiente e às comunidades da região de Altamira com a exploração de ouro nas proximidades da Usina de Belo Monte, em construção no rio Xingu. O advogado revela também como está a batalha para garantir os direitos das comunidades afetadas pelo empreendimento.
 
Mesmo sob intensa polêmica, a empresa canadense Belo Sun tem autorização do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) para uma pesquisa mineral na região da Volta Grande do Xingu e aguarda licença ambiental da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA) para implantar o Projeto Volta Grande, investimento bilionário que pretende ser a maior mina de exploração de ouro do país.
 
O projeto, se liberado pela SEMA, vai explorar ouro a 10km da principal barragem da Usina de Belo Monte, o que pode afetar várias espécies de peixes da região e também indígenas que vivem próximos da área de exploração, como a terra indígena Paquiçamba, impactada diretamente pela hidrelétrica.
 
Ainda, para fazer a mineração, o projeto deverá utilizar imensa quantidade de cianeto, material altamente tóxico, e formar uma montanha de materiais quimicamente ativos, com um volume equivalente a duas vezes o morro do Pão-de-Açúcar, no Rio de Janeiro. De acordo com o ISA, estudos indicam que, em 11 anos de exploração, o projeto da Belo Sun deve revirar 37,80 milhões de toneladas de minério.
 
Por esse motivo e pelas irregularidades na implantação do projeto, o advogado Leonardo Amorim, que visa a organização socioambiental da Bacia do Xingu, explica aos ouvintes do programa Amazônia Brasileira sobre o andamento da batalha judicial entre as organizações de preservação do meio ambiente e a Belo Sun para o licenciamento do projeto.ouro presente na área de escavação para a construção da Usina Hidrelétrica São Manoel.
 
Além disso, para dar mais força ao debate sobre o tema, o Dr. Leonardo Amorim nos conta para onde deverá ir todo o minério extraído das hidrelétricas, já que na Amazônia há previsão de construção de pelo menos 120 novas usinas.
 
A entrevista vai ao ar no programa Amazônia Brasileira desta quarta-feira (27), a partir das 08h na Rádio Nacional da Amazônia, em rede com a Rádio Nacional do Alto Solimões, onde é transmitido ao vivo às 05h. A apresentação é de Beth Begonha.


Fonte: Notícias Mineração, com informações de ECB Rádios