+55 16 3945-2732
Aceitamos financiamento BNDES
23/10/2014

Estimativa de quebra de safra faz preços do açúcar se valorizarem

voltar
Steven Goodwin, SXC
A estimativa de que o Brasil terá uma quebra de safra em decorrência dos fatores climáticos adversos, aliada aos novos números de produção da consultoria Datagro, uma das mais conceituadas do mundo, fizeram com que os preços do açúcar de valorizassem ontem nas bolsas internacionais e em São Paulo.

A nova perspectiva de moagem na região Centro-Sul do Brasil, segundo a Datagro, será de 550 milhões de toneladas e uma produção de açúcar menor que a prevista inicialmente, devendo ficar em 31,58 milhões de toneladas.

Com estas estimativas negativas, os preços da commodity em Nova York, no vencimento março/15, fecharam em 16,50 centavos de dólar por libra-peso, alta de seis pontos no comparativo com a véspera.

Em Londres, no vencimento dezembro/14, o açúcar fechou em US$ 424,40 a tonelada, alta de 2,30 dólares, contra US$ 422,10 da terça-feira (21).

No mercado interno o açúcar cristal também manteve sua trajetória de alta. O indicador Cepea/Esalq subiu 0,25%, para R$ 48,57 a saca de 50 quilos.

Etanol

O etanol hidratado se manteve em baixa segundo o índice Esalq/BVMF. O metro cúbico do biocombustível fechou ontem em R$ 1.072,00, baixa de 0,19% no comparativo com a véspera.


Fonte: Agência Udop, escrito por Rogério Mian