+55 16 3945-2732
Aceitamos financiamento BNDES
07/05/2015

Produção total de óleo e gás tem terceira queda consecutiva no país, diz ANP

voltar
Imagem retirada de http://zecarlosborges.blogspot.com.br/2013/02/anp-fara-rodadas-de-licitacao-para.html
A produção total de petróleo e gás natural em março chegou a 3,014 milhões de barris de óleo equivalente (boe) por dia, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP). Esta é a terceira queda mensal consecutiva na produção nacional, com diminuição de 0,01% em março ante fevereiro. Houve queda de 0,7% na produção de petróleo em comparação com fevereiro. Na comparação anual, entretanto, a produção foi 13,9% maior em março de 2015. Já a produção de gás aumentou 0,3%, na comparação com fevereiro, e 14,6% na comparação anual.

De acordo com a agência reguladora, a produção total de petróleo foi de 2,413 milhões de barris diários. A queda na produção frente o mês de fevereiro não foi ainda maior em função do avanço dos poços do pré-sal, que teve uma produção 2,9% superior à de fevereiro. Ao todo, os 46 poços em produção alcançaram 833 mil barris de óleo equivalente - sendo 672,9 mil barris de óleo e 25,5 milhões de metros cúbicos de gás por dia.

A produção da Petrobras é responsável por 91,7% de toda a produção nacional, segundo a  ANP. Segundo a estatal, a queda na produção de março se deve à parada da plataforma P-58, no Parque das Baleias, na Bacia de Santos.

— De 18 de março a 8 de abril de 2015, paralisamos a produção da unidade para fazer manutenções preventivas e melhorar a eficiência operacional de alguns sistemas, cumprindo as normas vigentes e determinações da ANP — informou no último mês a companhia.

Em fevereiro, antes da parada, a unidade havia registrado produção total de 94,2 mil barris de óleo equivalente por dia em oito poços produtores conectados aos campos de Baleia Azul, Baleia Franca e Jubarte. Em março, entretanto, a produção foi de 53,9 mil barris de óleo equivalente em seis poços conectados aos blocos.

O campo de Roncador, na Bacia de Campos, segue como o principal campo produtor de óleo do País, com média de 349,4 mil barris por dia. Já o campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, foi o principal produtor de gás natural, com 13,1 milhões de metros cúbicos por dia.

Ainda de acordo com a ANP, a queima de gás em março foi de 3,8 milhões de metros cúbicos por dia - uma alta de 16,3% em relação ao mês anterior. Já na comparação anual, o volume de gás queimado caiu 12,4%. Ao todo, o aproveitamento da produção de gás chegou a 96%.


Fonte: Zero Hora, com informações do Estadão Conteúdo